É Natal.
Compram-se presentes, preparam-se doces e lembramo-nos dos entes queridos.
É pena que apesar do Natal ser sempre que quisermos, raramente o queremos para além dos doces e dos presentes.
Aqueles de quem nos lembramos ao longo do ano são, regra geral, os que nos estão mais próximos e que tão pouco precisam de ser lembrados, porque nunca os esquecemos.
Àqueles que não têm alguém que os lembrem, a todos sem excepção, ainda que nos vos conheça ou que não saibam sequer que aqui vos recordo, desejo-vos um Santo Natal e que em 2007 possam ser recordados, sempre!

Eu, tal como a maioria, já percorri quilómetros para comprar os presentes. Agora chegou a hora de preparar os doces e partilhá-los com a família.

Vêmo-nos no próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *