web analytics
Após umas férias curtinhas, eis-me de volta do Portugal profundo, para o Portugal superficial.
Passei uns dias numa aldeia do interior alentejano. Foi lá que o meu pai nasceu e lá passei muitas férias de Verão, quando era gaiato.
Foi bom recordar. Foi bom rever alguns amigos de infância.

O Natal e a passagem de ano foram na aldeia do Sabugueiro, concelho de Arraiolos.
Brevemente publicarei a redacção das minhas férias de Natal.

Foi estranho passar do “Atão Vítaro como éi que vomessê tá?? Há tanto tempo que naum o viamos por cá” para as buzinas ensurdecedoras da cidade. Eis-me de volta para o Portugal superficial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *