Segundo a Greenpeace, a qualidade do ar em Pequim está ainda muito abaixo dos padrões internacionais, como os da Organização Mundial de Saúde, isto, independentemente dos esforços para controlar a poluição.
De acordo com o estudo da Greenpeace, intitulado “China depois dos Jogos Olímpicos – Lições de Pequim” (China after the Olympics: Lessons from Beijing), a 11 dias do início dos Jogos Olímpicos, os níveis médios de concentração de partículas, um dos principais indicadores da poluição atmosférica, estão ainda em valores duas vezes acima dos recomendados pela OMS.
Ainda de acordo com o relatório da Greenpeace, “apesar de Pequim ter remodelado as fábricas para melhorar a qualidade do ar na cidade, deveria ter sido feito mais para levar a cidade a adoptar métodos de produção mais limpos”.
Mais (algumas) informações:
E depois dos jogos, como será?… Voltará, com certeza, tudo ao mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *