Confesso-vos que aquelas mensagens de correio electrónico que frequentemente circulam pela internet, dando conta de desaparecimentos, pedidos de sangue e afins, me chateiam. Regra geral, são de origem desconhecida, reportando-se como spam ou casos fictícios, alguns já com anos de circulação. Este caso é, contudo, diferente. Durante este fim-de-semana recebi duas mensagens de correio electrónico, […]

Se apreciou o nosso post, sinta-se à vontade para subscrever o nosso Feed