web analytics

Deixo-vos aqui algumas das palavras deixadas por alguns dos líderes mundiais (por ordem alfabética) que discursaram no segmento de alto nível da Conferência do Clima a decorrer em Copenhaga (COP15).

Andreas Carlgren (Ministro Sueco do Ambiente)
“Dos Estados Unidos esperamos, assim como de todos os países desenvolvidos, um compromisso vinculativo para reduzir as emissões.”

Abdoulaye Wade (Presidente do Senegal)
“África está ameaçada fisicamente. Podem ver a erosão costeira, a diminuição do lago Chade. A bacia do Congo tem sido massacrada por operadores europeus… O deserto do Sara que avança para o Sul.”

Evo Morales (Presidente da Bolívia)
“O nosso objectivo é salvar a humanidade e não apenas metade da humanidade. Estamos aqui para salvar a mãe Terra. O nosso objectivo é reduzir as alterações climáticas a (menos) de 1ºC. (Acima disso) muitas ilhas vão desaparecer e África vai sofrer um holocausto.” (no “The Guardian”)

Hugo Chávez (Presidente da Venezuela)
“Se o clima fosse um banco, vocês já o teriam salvado!”
“Uma alma penada assombra as ruas de Copenhaga… é o capitalismo, o capitalismo.”

Jairam Ramesh (Ministro Indiano do Ambiente)
“Ao tentar abalar Quioto, eles (nações ricas) estão a tentar abalar um dos pilares sobre os quais o mundo resolveu lutar contra as alterações climáticas.”

John Kerry (Senador norte-americano)
“Se (o antigo vice-Presidente) Dick Cheney pode argumentar que mesmo um por cento de hipóteses de um ataque terrorista justifica a cem por cento uma acção preventiva, então seguramente, quando os cientistas nos dizem que as alterações climáticas estão perto dos cem por cento de certezas, temos que ficar juntos… e unir-nos em torno de um esforço global para combater uma ameaça mortal à vida deste planeta.”

José Manuel Durão Barroso (Presidente da Comissão Europeia)
“Também estou decepcionado com o ritmo das negociações dos últimos dias. Muitas vezes é nos últimos momentos que conseguimos um acordo e espero que seja este o caso.”

Nicolas Sarkozy (Presidente da França)
“Precisamos que os Estados Unidos dêem o seu acordo ao ‘fast start’. O Presidente Obama falou das suas ligações a África. Agora é a altura de o mostrar.”

Pakalitha Mosisili (Primeiro-ministro do Lesoto)
“Lembramos, respeitosamente, os países ricos que têm a responsabilidade de conseguir um bom acordo climático. Mas nós, os países pobres, temos o direito de recusar um mau acordo.”
“Nestas negociações reconhecemos que as questões são complexas. Mas não vamos assinar um pacto suicida.”

Robert Mugabe (Presidente do Zimbabwe)
“Quando se aumentam as emissões perigosas para fins egoístas de consumo, ameaçando as terras e a atmosfera das nações mais pequenas e mais fracas, não será isso ser-se culpado por massivas violações aos direitos do Homem?”
“Os crentes de última hora ou os últimos a chegar não se podem impor como ditadores nesta conferência” de Copenhaga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *