“Trabalhar para colher os frutos” é uma verdade absoluta que não merece contestação. Contudo, sem exemplos para seguir muitos são aqueles que desistem após a primeira adversidade.

A notícia que aqui vos trazemos hoje é um exemplo que deverá ser tido em consideração e um exemplo a seguir… na fotografia e em tudo o resto!

Falamos de Humberto Ramos, natural de Portalegre, terra que o viu nascer no ano de 1975. Foi na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) que em 1996 terminou o bacharelato em Saúde Ambiental e atualmente é Técnico de Saúde Ambiental na Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde de São Mamede (Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, EPE).

Começou a dar os primeiros passos na fotografia em 1999, aproveitando a sua  passagem por Timor Leste, fazendo parte da missão humanitária “Timor Lorosae II”, registando de forma indelével a experiência ali vivida com a sua primeira máquina reflex.

Amante da fotografia de natureza e vida selvagem, foi em junho de 2010 que se tornou co-fundador da Naturografia – Associação de Fotografia de Natureza e é desde esse ano que tem vindo a trabalhar afincadamente nesta área.

Entretanto, fruto do seu trabalho, eis que surge agora o convite formal para ser representado internacionalmente pela Birdimagency. E desta forma a sua projeção internacional ganha novos contornos, fazendo prova de que é imprescindível trabalhar para colher os frutos… na fotografia e em tudo o resto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *