web analytics

Hoje, dia 17 de novembro, comemora-se o Dia Internacional do Estudante.

Ser-se estudante do ensino superior é cada vez mais um privilégio, infelizmente não acessív

el a qualquer um. Ser-se estudante de Saúde Ambiental é-o ainda mais!!

Muitos são aqueles que na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) ou em qualquer outra escola onde a Saúde Ambiental seja uma oferta formativa, optaram pela frequência do curso de licenciatura em Saúde Ambiental. Alguns fazem-no como primeira opção, outros ainda na esperança de um dia poder mudar. Alguns acabam por fazer uma nova escolha, seja qual for a razão, mas a verdade é que aqueles que um dia foram “nossos”, acabam invariavelmente por merecer o nosso carinho e reconhecimento.

Os tempos são difíceis e ser-se estudante é prova disso. Para além dos constrangimentos sócio-económicos, todos os dias há aulas para assistir, trabalhos para fazer, conteúdos para estudar e, ainda assim, não há garantias de um futuro promissor. A verdade é que não há agora, nunca houve e nunca haverá e desenganem-se aqueles que julgam ter o emprego da sua vida garantido no fim de um percurso de quatro anos. Não é assim na Saúde Ambiental e não é assim em qualquer outro curso.

Hoje, no Dia Internacional do Estudante, não podíamos deixar passar a ocasião sem deixar um agradecimento sentido a todos os estudantes e ex-estudantes de Saúde Ambiental que, para além das suas obrigações enquanto estudantes, ainda vão tendo disponibilidade e vontade para colaborar num sem número de programas e projetos. Alguns fazem-no sem terem a noção de estarem a contribuir de forma relevante para um futuro promissor, desenvolvendo novas competências que fazem agora, e cada vez mais, a diferença entre ser-se um mero licenciado ou ser-se um licenciado e cidadão pró-ativo e, como sói dizer-se, “catalisador de vontades”. Disso exemplo são as participações em programas e projetos como o International Congress on Environmental Health 2012, o Encontro Nacional de Estudantes de Saúde Ambiental 2012, o Programa Eco-Escolas, a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, o Verão com as Ciências e Tecnologias da Saúde e tantos outros que sendo atividades extra-curriculares, resultam do voluntarismo de cada um. Em relação a esses estudantes, perspetivam-se futuros empreendedores.

Ser-se estudante de Saúde Ambiental é ser-se o melhor estudante!! Ser-se docente em Saúde Ambiental implica ter-se o privilégio de privar com os melhores. Por isso, a todos vós, o nosso muito obrigado e um feliz Dia Internacional do Estudante.

E para os nossos estudantes não vai nada, nada, nada?… TUDO!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *