web analytics

Será já na próxima quinta-feira, dia 17 de julho, que terá início a 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior, que terminará a 8 de agosto.

Este ano, para os potenciais interessados no Curso de Licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), as vagas a considerar para os diferentes contingentes são os apresentados na tabela em baixo. Tendo em conta que a ESTeSL tem uma implantação nacional e dada a grande afluência de candidatos que a procuram, não se justifica nem a atribuição de preferências regionais nem de preferências habilitacionais.

Vagas para o curso de licenciatura em Saúde Ambiental da ESTeSL (2014)

As provas de ingresso a considerar são Biologia e Geologia (02) e Física e Química (07) ou Biologia e Geologia (02) e Matemática (16), sendo que as classificações mínimas nas Provas de Ingresso e na Nota de Candidatura são as seguintes:

  1. Classificação mínima nas provas de ingresso, a que se refere a alínea a) do artigo 24.º, do Decreto-Lei n.º 296-A/98, de 25 de setembro, é fixada em 95.
  2. Classificação mínima da nota de candidatura, a que se refere a alínea c) do artigo 24.º, do Decreto-Lei n.º 296-A/98, de 25 de setembro, é fixada em 95.
  3. Fórmula da nota de candidatura, a que se refere o artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 296-A/98, de 25/09, seja a seguinte: (i) a classificação final do ensino secundário, com um peso de 65%; (ii) a classificação das provas de ingresso, com um peso de 35%.

Para aqueles que ponderam uma candidatura ao curso de licenciatura em Saúde Ambiental, podemos adiantar-vos que de acordo com os dados estatísticos disponibilizados pelo Ministério da Educação e Ciência, a ESTESL é a instituição de ensino que apresenta a taxa de desemprego mais baixa para esta oferta formativa (13,8%), bem abaixo da média nacional para a mesma área de formação (17,8%) e daquela que é a média nacional global (15,1%) e que se reflete no número de estudantes finalistas que este ano garantiram o seu primeiro emprego na sequência do estágio de 4.º ano.

Algo igualmente interessante a considerar é a existência de um Grupo de Investigação em Ambiente e Saúde (GIAS) – Environment and Health, que tem vindo a contribuir para a promoção da cultura científica na ESTeSL e apresenta objetivos específicos relacionados com as suas linhas de investigação, naturalmente associadas à Saúde Ambiental. Este grupo de investigação contempla, dentre outros, docentes da área científica de Saúde Ambiental que têm vindo a integrar estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental nos diferentes projetos de investigação, já com várias comunicações orais e pósteres, em congressos nacionais e internacionais, assim como artigos publicados em revistas de cariz científico, nacionais e internacionais, com arbitragem.

Entretanto sabiam que a ESTeSL é também reconhecida pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), como uma Eco-Escola? Sim, desde o ano letivo 2010/2011, fruto do trabalho meritório que os estudantes de Saúde Ambiental têm vindo a desenvolver, em conjunto com a restante comunidade académica, que a ESTeSL vê o seu trabalho em prol da educação ambiental para a sustentabilidade e cidadania, reconhecido com a atribuição da Bandeira Verde. O ano letivo que agora termina foi, de facto, um dos mais interessantes, culminando com o reconhecimento nacional e internacional de muitos trabalhos desenvolvidos pelos estudantes, no âmbito de diferentes unidades curriculares, fazendo chegar o nome da ESTeSL e da Saúde Ambiental, a todos os cantos no mundo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *