Saúde Ambiental... ESTeSL

Saúde Ambiental. Salud Ambiental. Environmental Health. Santé Environnementale.
Blogue da Área Científica e do Curso de Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL)
Todas as opiniões aqui expressas são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.

5 Comentários

carlosaplourenco MonsterID Icon carlosaplourenco Disse,
December 17th, 2007 @09:46  

Caro bloteigas!
Por razões que não interessa enunciar, raramente comento o que leio neste blog, mas desta vez, pelo tema em si, não posso deixar de me manifestar.
Há muitos anos que considero a delegação de competências uma estupidez de todo o tamanho, não me interesso se é legal ou não, é estupida. Vejamos. As competência de TSA, MSP e AS estão publicadas em DR, logo deverão ser essas a ser exercidas por quem det~em a formação e a nomeação, respondendo cada qual pelas responsabilidades que tais competências acarretam e, recebendo uma compensação monetária em função exactamente do mesmo. Ora que se saiba, nenhum TSA a quem foi delegado competências da AS passou a recer em função de mais essas responsabilidades, logo esse técnico (que me desculpe a franquesa) é estupido, pois passa a ter responsabilidades sobre competências que não lhe são atribuídas e não recebe mais por isso. O mesmo não acontece com um MSP que seja nomeado AS. A nomeação é publicada em DR e a delegação não é também?. Nesta matemática de responsabilidades 1+1 = 2 é só para alguns, os espertos.

Bloteigas MonsterID Icon Bloteigas Disse,
December 20th, 2007 @15:09  

Colega,
pelo seu comentário posso deduzir que a “estupidez” não se resume à delegação de competências que foi objecto desta mensagem, nem tão pouco aos Técnicos de Saúde Ambiental (TSA) que a aceitam, certo? Podemos então apelidar de “estúpida” toda e qualquer delegação de competências e de “estúpidos”, todos e quaisquer profissionais que a aceitam, verdade?
A ser assim, menos mal.
Mas também lhe digo que conheço muitos profissionais, não exclusivamente TSA, que mesmo com delegação de competências, não conseguem ser tão “estúpidos” como outros que as não têm.
Reconheço, contudo, e penso que isso estava claramente explanado na mensagem inicial, que a delegação de competências é injusta na medida em que de facto não contempla essa mais valia material. Mas olhe que o reconhecimento da competência/profissionalismo dos TSA, por parte de quem delega é gratificante, porventura mais gratificante do que qualquer compensação monetária.

Boas Festas colega.

Pingback & Trackback

Posts Relacionados

Por favor, deixe o seu comentário...

Atenção! Todos os comentários serão moderados