web analytics
Recebemos da Organização Portuguesa de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica Pró-Ordem via correio electrónico e já foi distribuido pela colega Sílvia Silva, Técnica de Saúde Ambiental, via Grupo de Saúde Ambiental, uma cópia do Diário da Assembleia da República, o qual transcreve a discussão realizada no Plenário relativa à apresentação da petição tendente à criação da Ordem Profissional.
A Reunião Plenária teve a intervenção dos deputados Maria José Gamboa (PS); João Semedo (BE); Pedro Quartin Graça (PSD); Bernardino Soares (PCP); e Pedro Mota Soares (CDS-PP). As reacções às intervenções dos representantes dos respectivos grupos parlamentares repartiram-se entre os aplausos e os “muito bem!”
De uma forma geral, todos os grupos parlamentares relevaram a fundamentação apresentada para a criação da Ordem Profissional, sendo que o PSD e o CDS-PP ainda “franziram o nariz”, tendo apresentando, com sentido crítico, algumas das competências e “dependências” das futuras ordens profissionais, de acordo com o projecto de lei n.º 384/X. Pedro Mota Soares, a determinada altura da sua intervenção diz: “parece-me que a primeira das questões que devia ser colocada a estes peticionantes é a de saber se, face a este novo quadro legal, mantêm esta pretensão.
Para que possam responder a este “desafio”, em consciência, sugiro-vos a leitura do projecto de lei relativo ao regime das associações públicas profissionais e cuja hiperligação podem seguir acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *