web analytics

Ontem, no Diário da República Eletrónico, foi publicada a Portaria n.º 838/2010. No respetivo sumário reza assim: “reconhece a licenciatura em Dietética e Nutrição da Faculdade de Medicina da Universidade Nova de Lisboa, como adequada ao ingresso no ramo de nutrição da carreira de técnico superior de saúde”. 

Lá dentro, no artigo 1.º pode ler-se que “para efeitos de ingresso no estágio da carreira de técnico superior de saúde é aditada ao elenco das licenciaturas previstas no n.º 1 do artigo 9.º do Decreto-Lei n.º 414/91, de 22 de Outubro [alterado pelo Decreto-Lei n.º 501/99, de 19 de Novembro], a seguinte licenciatura:
Ramo de nutrição: Dietética e Nutrição, da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.”

Notas a retirar:

  1. Afinal estamos a falar da Universidade Nova de Lisboa ou da Universidade de Lisboa?
  2. O curso de licenciatura de Dietética e Nutrição em apresso (ver Deliberação n.º 732/2004, de 27 de Maio), e por aquilo que nos foi possível determinar, não faz parte das ofertas formativa da Universidade de Lisboa. Notei também algumas coisas estranhas no plano de estudos, mas isso ficará para os especialistas.
  3. É a primeira licenciatura que é valorizada, no sentido do reconhecimento como adequada ao ingresso num dos ramos da carreira de técnico superior de saúde, tendo em conta a instituição onde é pretensamente lecionada.

Só por curiosidade vejamos o que encontrei na Direcção-Geral do Ensino Superior…

Dietética
Instituto Politécnico de Bragança – Escola Superior de Saúde de Bragança
Instituto Politécnico de Leiria – Escola Superior de Saúde de Leiria
Escola Superior de Saúde Jean Piaget de Vila Nova de Gaia
Instituto Politécnico de Saúde do Norte – Escola Superior de Saúde do Vale do Ave

Dietética e Nutrição
Instituto Politécnico de Coimbra – Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra
Instituto Politécnico de Lisboa – Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Universidade do Algarve – Escola Superior de Saúde

Posto isto, e imprecisões (muitas imprecisões à parte), será este um sinal de que estaremos a um passo da carreira de técnico superior de saúde? Sim, porque se Dietética e Nutrição, da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, conseguiu, certamente que as escolas acima enunciadas não se deixarão ficar. Muito provavelmente haverá depois muitas áreas das Tecnologicas da Saúde com condições para o fazer também.

O que vos parece? Provável? Erro grosseiro? Interesses?

3 thoughts on “Estaremos, com Dietética e Nutrição, a um passo da carreira de técnico superior de saúde?”
  1. Boa tarde,
    Também não entendo. Existe o curso de dietetica e nutriçao na universidade nova de lisboa? É que eu só encontro na ESTESL ou então no Porto. Fiquei um pouco baralhada agora

  2. desculpe mas não percebi tanto quanto sei, porque fiz candidatura este ano, em lisboa o curso de dietetica e nutrição funciona na ESTsSL. a que curso se referem que não aparece na listagem de cursos do ministério (página de acesso ao ensino superior). tanto quanto sei no ensino universitario publico, o unico curso de nutrição é na Universidade do Porto. andam a brincar com os alunos?

  3. Claramente interesses políticos e económicos muito bem mexidos pelos responsáveis do Curso de Dietética e Nutrição da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Há uma grande diferença entre os cursos do Ensino Superior e os Cursos Politécnicos e estes senhores passaram por cima disso tudo… mas também essa é a direcção da nossa educação, dentro de pouco todos seremos doutorados em 4 ou 5 anos…. Que tristeza…

    Para além de que a Senhora Ministra certamente saberá que há anos que não abrem vagas para Técnicos Superiores de Saúde do Ramo da Nutrição… alguns de nós já esperam por essa oportunidade e com as devidas qualificações há bastante tempo… Enfim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *