web analytics

No mês passado, a propósito da rubrica “Onde Estamos?“, lançámos o desafio ao colega Nélson Sá para que, após o seu regresso, nos contasse como haviam corrido as coisas por San Diego (ver Onde estamos?… Estamos no Air Pollution and Health em San Diego).

Com a anuência do Departamento de Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC), deixamos aqui a sinopse que o Nélson nos fez chegar, a relatar a sua experiência naquele evento. A ele e ao Departamento de Saúde Ambiental da ESTeSC, o nosso obrigado e, obviamente, os nossos parabéns.

Nos passados dias 22 a 26 de Março, o Departamento de Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra esteve representado na Conferência de Especialidade “Air Pollution and Health: Bridging the gap“, em San Diego, Califórnia – EUA. Para o citado evento tive o privilégio de representar o Departamento na sessão de discussão de dois poster´s de investigação aplicada em Saúde Ambiental, do ano de 2009:

Granite´s influence on radon in Vila Pouca de Aguiar
Autores: Ana Isabel Dias, Ana Ferreira, Cristina Santos, Helder Simões, Isabel Andrade, João P. Figueiredo, João Almeida, Nelson Sá, Susana Paixão

Occupational Exposure to Carbon Monoxide
Autores: Liliana Claro, Ana Ferreira, Cristina Santos, Helder Simões, Isabel Andrade, João P. Figueiredo, João Almeida, Nelson Sá, Susana Paixão

É com regozijo que me apercebo que a área científica da Saúde Ambiental tem uma enorme visibilidade e preponderância na investigação e no apoio à regulamentação da maioria dos países que se encontravam na Conferência e com quem tive oportunidade de cruzar opiniões. Não me lamento por não termos ainda a preponderância que outros já têm, porque vejo sim uma oportunidade de nós nos esforçarmos e demonstrarmos que a merecemos para a nossa sociedade.

O ritmo dos trabalhos é alucinante, começa às 8h e acaba às 20h (para eles 8am to 8pm), sendo que os trabalhos não param à hora do almoço, são-nos entregues umas “box lunch” onde temos algumas sandwiches que vamos comendo à medida que os palestrantes vão falando. Os próprios palestrantes também vão comendo nas mesmas “box lunch” enquanto vão falando!

Relativamente a algumas conclusões da conferência, e muito sumariamente, a grande aposta a nível da qualidade do ar nos próximos anos será no carbono negro, existem alguns estudos que indicam que o nosso organismo absorve nanomateriais e partículas ultrafinas, a modelação em qualidade do ar tendencialmente caminhará para a integração (ar, solo e água) e a monitorização/intervenção na qualidade do ar passará muito pelas cidades, onde se espera que venha a viver cerca de 85% da população mundial em 2050.

Na conferência estavam colegas de Portugal, nomeadamente do Instituto Tecnológico e Nuclear e da Universidade de Aveiro.

A cidade de San Diego é uma cidade no sul da Califórnia, junto ao México (há uma grande influência Mexicana), com a curiosidade de o primeiro Europeu a ter estado em San Diego, ter sido um português ao serviço da coroa espanhola, João Rodrigues Cabrilho. Relativamente à cidade, não estranhamos muito porque tudo aquilo nos é familiar, dos filmes e séries.
Um grande apontamento para as preocupações ambientais (Califórnia é o estado que mais preocupações tem com o Aquecimento Global) e as acessibilidades (às pessoas com mobilidade condicionada e modos de transporte suave). É impressionante a forma como eles tratam as pessoas com mobilidade condicionada. Vale a pena envelhecer na Califórnia.
Pontos fracos, as assimetrias económicas, por um lado um grande parque automóvel e ostentação de bens de luxo, por outro, a quantidade de mendigos na rua.

De uma forma genérica fica a impressão obtida. Faço votos que todos nós nos empenhemos em exteriorizar o que de bom realizamos, aproveitando uma onda de oportunidades nas nossas áreas e sobre as quais devemos assumir um papel de relevo.

Um agradecimento especial ao Departamento de Saúde Ambiental, pela aposta e esforço que está a fazer, não só na emancipação da investigação aplicada, como na qualificação dos seus recursos, na sensibilização e inovação no sentido de dar a conhecer o curso e a profissão, à comunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *