Hoje, alguns dos estudantes do 2.º ano do curso de licenciatura em Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) foram visitar as instalações da Valorsul, nomeadamente a Central de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos (CTRSU), vulgarmente conhecida como “incineradora”, e o Aterro Sanitário de Mato da Cruz (ASMC).

Visita de estudo à Central de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos (CTRSU) e ao Aterro Sanitário de Mato da Cruz (ASMC) da Valorsul

A Valorsul – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos das Regiões de Lisboa e do Oeste, S.A. é a empresa responsável pelo tratamento e valorização das cerca de 950 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos, por ano, em 19 Municípios da Grande Lisboa e da Região Oeste (Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira) e que esta tarde nos recebeu.

A sua área de intervenção corresponde a menos de 4% da área total do país, mas valoriza mais de um quinto de todo o “lixo doméstico” produzido em Portugal.

Esta enorme quantidade de resíduos é tratada e valorizada pela Valorsul através de um Sistema de Gestão Integrada de Resíduos Urbanos (RU) adequado ao crescimento e à composição do resíduo urbano produzido e que nos foi apresentado, em auditório, pela Eng.ª Ana Paula Penha, da Direção de Estudos, Qualidade e Informação, após uma passagem pela plataforma de descarga de resíduos. Antes ainda de seguirmos viagem para o Aterro Sanitário, fomos recebidos na centro de comando onde estão centralizadas as operações de comando e controlo daquela unidade (ver fotografias).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *