Na passada terça-feira dei-vos conta de que no SHO 2010 – Colóquio Internacional sobre Segurança e Higiene Ocupacionais a Saúde Ambiental iria estar “representada” com três comunicações a serem feitas por três colegas, Técnicas de Saúde Ambiental (TSA) (ver A Saúde Ambiental na SHO 2010). Ontem, já ao fim do dia, o colega João Almeida deu-me a indicação de que não seriam três, mas sim dez as comunicações que ficariam a cargo de TSA. Obrigado Almeida, J. et al. 😉

Em relação a vocês não sei, mas eu sinto-me orgulhoso.

Assim as dez comunicações serão as seguintes:

  • Efeito das vibrações ocupacionais na saúde e qualidade de vida dos trabalhadores;
  • A influência das vibrações mão-braço no sector da serralharia;
  • Estudo das condições de iluminação do bloco operatório central dos HUC;
  • Exposição ao ruído em indústrias metalúrgicas;
  • O estudo da variação do nível de ruído e as suas consequências para os trabalhadores de serração de mármores;
  • Exposição ocupacional ao monóxido de carbono;
  • Sílica cristalina livre em Indústrias de Cerâmica no Distrito de Aveiro;
  • Preparação de citotóxicos – Parâmetros associados à ventilação e efeitos para a saúde;
  • Infecção Fúngica Ocupacional; e
  • Aspectos a Considerar para a Selecção da Metodologia de Avaliação do Risco Químico.

Se porventura souberem de mais algumas, por favor, dêem-nos essa indicação.

2 thoughts on “Encontro de Técnicos de Saúde Ambiental no SHO 2010”
  1. Olá, Vítor!

    Haverá ainda outra comunicação de uma TSA (eu!) que na impossibilidade de ser estar presente no Colóquio, será o meu orientador da tese (Prof Rui Melo) a apresentar.

    O título é “A Influência da implementação de um sistema de atribuição de prémios de produtividade no desempenho de segurança dos trabalhadores”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *