web analytics

No decurso da semana que está prestes a terminar, mais precisamente no passado dia 10 de outubro, teve lugar em Gondomar o Encontro Nacional Dia das Bandeiras Verdes. Foi nesse dia que nove elementos da comunid

ade académica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL) se deslocaram àquela cidade para receber a Bandeira Verde 2011/2012, atribuída às instituições de ensino como forma de reconhecido do trabalho desenvolvido em benefício do ambiente e sustentabilidade, as quais são classificadas Eco-Escolas.

Da esquerda para a direita: Daniela Fonseca, Diana Aniceto, Mateus Santos, Ana Monteiro, André Falé, Alfredo Duarte, Tiago Faria e Vítor Manteigas.

A ESTeSL garantiu pelo segundo ano consecutivo a atribuição deste galardão e a respetiva menção enquanto Eco-Escola, fruto de todo o trabalho desenvolvido pela comunidade académica, com natural destaque para os estudantes do curso de licenciatura em Saúde Ambiental. Da comitiva que se deslocou a Gondomar constaram dois funcionários não docentes (Alfredo Duarte e Ana Raposo), dois docentes (coordenadores do programa eco-escolas e docentes da área científica de Saúde Ambiental, Ana Monteiro e Vítor Manteigas) e cinco estudantes (André Falé, Daniela Fonseca, Diana Aniceto, Mateus Santos e Tiago Faria). A Daniela Fonseca, estudante do curso de licenciatura em Medicina Nuclear, foi a escolhida entre os pares, todos estudantes de Saúde Ambiental, para receber a Bandeira Verde. Este terá sido um sinal claro de que o Eco-Escolas se quer integrador, devendo ser assumido por todos, independentemente do curso ou área científica, como um projeto escola… um projeto da ESTeSL.

De esquerda para a direita e de cima para baixo: André Falé e Ana Monteiro (ESTeSL), Mafalda Aguiar e Gonçalo Pereira (ESTSP) e Daniel Eloy e João Almeida (ESTeSC).

Das atividades daquele dia constou ainda o concurso Eco-Tshirt Upcycling, dinamizado pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC) e que teve no júri um docente e um estudante de cada uma das Escolas Superiores de Tecnologias da Saúde, onde se inclui a Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP), evidenciado-se, mais uma vez, que o Programa Eco-Escolas e a Saúde Ambiental, independentemente da instituição de ensino, são de facto integradores!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *